[ editar artigo]

Pense nos seus músculos como ferramentas e não troféus. Seu treino não deve se restringir a puxar e empurrar.

Pense nos seus músculos como ferramentas e não troféus. Seu treino não deve se restringir a puxar e empurrar.

Você deve levantar, girar, saltar e correr também, fazendo seu corpo se tornar mais inteligente. Com a correta avaliação da função muscular, a geração de força será discutida também com base em potência e resistência muscular. Todas estas funções estão interligadas e são cruciais para qualquer atividade esportiva ou atividade da vida diária (AVD) e suas deficiências representam o maior fator limitante sobre a capacidade funcional. Usualmente, a força é mensurada pelo torque de um grupo muscular. 

A força pode ser gerada tanto pela quantidade FORÇA FUNCIONAL de tensão quanto pelo alcance dos músculos com relação ao centro articular. Como tornar o treino de força relevante para qualquer indivíduo? Sempre em pé, de maneira integrada, trabalhando a coordenação dos grandes grupos musculares, considerando o core como estabilizador e condutor. Pesos livres, cabos e o peso do próprio corpo são implementos suficientes para recriar funções de força como aplicada à vida real dos praticantes. As tarefas devem ser pensadas para a função do movimento para que os mesmos fiquem mais fortes, buscando um puxar/empurrar mais eficiente e tridimensional a partir de movimentos de rotação.

FORÇA FUNCIONAL

• Treine Movimentos, Não Músculos.

• Treine o Centro antes das Extremidades.

• Construa a Força de Baixo para Cima.

• Incorpore movimentos de Puxar, Empurrar e Agachar para gerar Integração.

• Aplicação do Princípio da Sobrecarga.

• Variação Sistematizada e Planejada.

CORE 360 PRO
Luciano D'Elia
Luciano D'Elia Seguir

Fundador do CORE 360º

Ler conteúdo completo
Indicados para você